As Catedrais de Madeira - As Igrejas Stave da Escandinávia

Uma igreja Stave é uma igreja medieval construída inteiramente em madeira. Era muito comum no Noroeste europeu, e muitas dessas construções que sobreviveram ao tempo se encontram na Noruega.

Igreja Stave da cidade de Heddal, Noruega. A Maior Igreja Stave norueguesa.

Igreja Stave de Urnes, localizada em Luster, Noruega. Foi tombada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO


As igrejas Stave são ricas em decorações em seu interior, lembrando muito a arte "Viking" nos templos e locais sagrados antigos:

Detalhe do portal de entrada da Igreja Stave de Tonjum.

Gravura detalhando o interior da Igreja Stave de Gol, em Oslo, Noruega. Lembra muito o interior de várias construções vikings que conhecemos, como os grandes salões dos senhores da guerra datadas dos séculos V ao X.


As únicas Igrejas Stave sobreviventes fora da Noruega são uma encontrada na Suécia, datada dos anos 1500, e a segunda era uma igreja norueguesa que foi reposicionada na Polônia, no anos de 1842, nas montanhas Krkonoše. 

Igreja Stave polonesa na cidade de Karpacz, transferida da Noruega a pedido do Rei Prussiano, que na época detinha o poder sobre esse condado polonês


Mesmo tendo sobradas poucas igrejas Stave dentro e fora da Escandinávia, a cultura de construir imensas igrejas totalmente de madeira se espalhou muito rapidamente pelo Mar Báltico e pelo Mar do Norte, atingindo muitos reinos e principados no Leste Europeu e nas Ilhas Britânicas. Por isso foram achadas fundações de Igrejas Stave na Inglaterra pré-Invasão de Willian, o Conquistador e no interior da Polônia.

Só na Noruega, acredita-se que foram construídas aproximadamente 2000 dessas igrejas de madeira, A Igrejas Stave estão entre os primeiros tipos de igrejas construídas na Escandinávia.

Igreja Stave de Gol, em Oslo, capital da Noruegal


Na Suécia elas já foram consideradas obsoletas em meados da Idade Média e, portanto, foram substituídas por construções em pedra, porém na Noruega essa mudança não foi tão rápida, e isso explica por que tantas sobreviveram nesse país.

As igrejas staves, desde suas construções inicias, fizeram parte do folclore, canções populares, pinturas, do imaginário popular e se transformou (na Escandinávia) como um símbolo nacional nos países onde foram construídas. Como por exemplo esse quadro de Johannes Flintoe, de 1828, retratando moradores noruegueses em frente a Igreja Stave de Heddal, a maior da Noruega.



Fontes: Hohler, Erla Bergendahl (1999). Norwegian Stave Church Sculpture 1–2, Editora da Universidade da Escandinávia.

Matheus Santos da Silveira

Professor de História formado pela PUCPR
Especialista em História Contemporânea e Relações Internacionais

Sobre este site

O Projeto História Ilustrada é uma iniciativa acadêmica apoiada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e pela Fundação Antõnio dos Santos Abranches (FASA). Todos os autores deste site são formados ou estudantes do curso superior em História. Nós usamos técnicas de redação compatíveis com a linguagem da internet com o objetivo de disseminar o conhecimento e paixão pelos estudos históricos.

Um comentário:

  1. Boa noite a todos.
    Eu li certa vez em uma revista que uma dessas igrejas a princípio foi um templo dedicado ao deus Heimdall, da mitologia nórdica, e com o domínio do cristianismo ele havia sido substituído por uma igreja. Esta informação procede?
    Até então eu acreditava se tratar de apenas uma igreja Stave não de um padrão como mencionado no artigo. Muito interessante.
    Parabéns pela página!

    ResponderExcluir