Propaganda racista da Coca-Cola: "só para clientes brancos!"



Este cartaz da década de 1940 contém a seguinte mensagem: "beba coca cola, só para clientes brancos"

Entenda a propaganda:

O sul dos Estados Unidos é historicamente racista, sua economia era sustentada pela escravatura, e após a abolição dela, havia um grande sentimento de revanchismo para com o norte, que por tendência de produção de novos consumidores, passou a ser a favor da abolição da escravatura.

A abolição ocorreu, mas junto com ela, muitas leis, chamadas "leis de Jim Crow", sobretudo no sul, limitavam a liberdade do negro e segregavam-nos. Os negros do sul não tinham poder de compra.

A Coca-Cola pensou da seguinte forma: defender a igualdade de direitos e a não-segregação será algo negativo e diminuirá o lucro da empresa no sul dos EUA. Como golpe de marketing, se fez o que a maioria consumidora do sul queria: um produto exclusivo aos brancos que seria mais uma forma de se declarar "superior". 

A Coca-Cola não era necessariamente racista, ela só dançou conforme a música. Demonstrando como a ideologia capitalista é capaz de se adaptar ao meio apenas visando o lucro.


Sobre este site

O Projeto História Ilustrada é uma iniciativa acadêmica apoiada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e pela Fundação Antõnio dos Santos Abranches (FASA). Todos os autores deste site são formados ou estudantes do curso superior em História. Nós usamos técnicas de redação compatíveis com a linguagem da internet com o objetivo de disseminar o conhecimento e paixão pelos estudos históricos.