Castelos e Construções Medievais: Castelo de Guimarães - Portugal - Séculos IX a XI

O Castelo Guimarães é um dos principais castelos da época da Reconquista Portuguesa, pois foi o primeiro Castelo a abrigar a corte de Dom Afonso Henrique, Conde de Portugal e primeiro "Rei" Português.



Ele foi construído no século IX, a mando de Dona Mumadona Dias, Esposa de Hermenegildo Gonçalves, um dos principais senhores feudais da Região de Viramaes, que seria doada a Dom Henrique da Borgonha, fundado do Condado Portucalense, pelo Rei de Castela e Leão, Afonso VI.







Seu objetivo era proteger a vila de Viramaes e o Monastério, dos ataques dos normandos (descendentes dos povos do Norte da Europa, conhecidos como "Vikings") e dos muçulmanos.


Sendo assim, na primeira metade do Século XI, D. Henrique escolheu a agora cidade de Viramaes e o Castelo Guimarães para ser o primeiro "centro" de poder do Condado Portucalense.




Ambas as imagens mostradas aqui retratam a estátua de D. Henrique, Conde de Portucale.


Em 1127, D. Henrique comandou as tropas guarnecidas no castelo contra um sítio levantado por Afonso VII, rei de Leão e Castela, por divergências entre se o condado português seria "integrado" ao Reino de Castela e Leão ou se seria um Reino Independente.

Com o sítio terminado, e o Castelo de Guimarães ainda de pé, Houve outra batalha nas planícies próximas a fortaleza, em 1128, entre forças castelhanas e de D. Henrique.
D. Henrique venceu a batalha, garantindo, assim, o nascimento da "nacionalidade" portuguesa.



Reprodução digital do Castelo de Guimarães




O castelo se localiza na atual cidade de Guimarães, na região administrativa de Braga, Norte de Portugal. Dentro de seus muros podemos ver uma Estátua de D. Afonso Henrique, filho de D. Henrique de Borgonha e Primeiro Rei de Portugal. De acordo com histórias, foi nesse castelo que nasceu o primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques (1112-85). A pia onde se afirma ter sido batizado encontra-se na capela românica da Igreja de São Miguel da Oliveira, no setor Oeste do castelo.




Fontes:

História de Portugal, por José Tengarrinha (org.) (2000)

O Castelo e as Muralhas de Guimarães: Notícia Histórica, por Alfredo Guimarães (1940)


Matheus Santos da Silveira
Professor de História formado pela PUCPR
Especialista em História Contemporânea e Relações Internacionais pela PUCPR 

Sobre este site

O Projeto História Ilustrada é uma iniciativa acadêmica apoiada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e pela Fundação Antõnio dos Santos Abranches (FASA). Todos os autores deste site são formados ou estudantes do curso superior em História. Nós usamos técnicas de redação compatíveis com a linguagem da internet com o objetivo de disseminar o conhecimento e paixão pelos estudos históricos.

Um comentário:

  1. Apesar da orientação bibliográfica ser razoável, quem fez esta descrição do Castelo de Guimarães deve ter 6 ou 7 anos. Terrivelmente mal escrita, mal enquadrada e completamente anacrónica.

    ResponderExcluir