Você conhece a história do Rei Kamehameha do Havaí?



Este caso é especialmente curioso para a geração que acompanhou o seriado japonês Dragon Ball. O arquipélago polinésio do Havaí, hoje anexado aos Estados Unidos, já foi um país soberano e tinha uma monarquia. A dinastia (família real) que esteve à frente do Reino do Havaí durante gerações tem um nome bastante familiar, Kamehameha.

O homem da estátua na foto acima e na pintura abaixo foi um guerreiro polinésio que conquistou ilha por ilha para unificar em um reino o arquipélago que hoje chamamos de Havaí. Ele ficou conhecido como Kamehameha I, O Grande, e seus descendentes mantiveram a dinastia no poder por cinco gerações. Com a morte sem herdeiros de Kamehameha V, o Reino do Havaí 
(1795–1893) se aprofundou em uma crise de soberania e acabou cedendo à pressão pela sua anexação aos EUA. A essa altura o arquipélago já era habitado por muitos estrangeiros interessados em ampliar o comércio e negócios com a América.

Outra curiosidade: Kamehameha II chegou a visitar o Brasil em 1824 em uma comitiva real. Ele esteve no Rio de Janeiro e foi recebido com festa pelo Imperador Dom Pedro I. 

                     Kamehameha I, O Grande                                                                                           Kamehameha II                           


Kamehameha V, o último monarca da dinastia

Mestre Kame, o primeiro a ser capaz de conjurar o kamehameha é um velhinho de roupa florida que vive numa ilha tropical. Agora faz mais sentido pra você? 


Fontes:
http://www.gohawaii.com/statewide/guidebook/king-kamehameha
http://www.nps.gov/puhe/historyculture/kamehameha.htm
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/turismo/fx3101200005.htm
http://www.revista.brasil-europa.eu/126/Liholiho.html

Sobre este site

O Projeto História Ilustrada é uma iniciativa acadêmica apoiada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e pela Fundação Antõnio dos Santos Abranches (FASA). Todos os autores deste site são formados ou estudantes do curso superior em História. Nós usamos técnicas de redação compatíveis com a linguagem da internet com o objetivo de disseminar o conhecimento e paixão pelos estudos históricos.

Um comentário:

  1. http://aureosleandro.blogspot.com.br/2013/08/a-origem-das-coisas-o-que-une-jack_2.html

    ResponderExcluir